Artigos recentes

Comentários recentes

Arquivo

Categorias

Meta

Ralis

“Mex” estreia Porsche 911 GT3 em terra

1.8kvisualizações

Num regresso esporádico aos ralis, “Mex” Machado dos Santos vai alinhar no “Rallye Serras de Fafe e Felgueiras” . Será a primeiira vez que um 911 GT3 correm em ralis de terra, em Portugal.

Depois de há 11 anos ter revolucionado o panorama dos ralis nacionais, ao participar com um inédito e espetacular Porsche 911 GT3 no Campeonato Nacional de Ralis, Mex Machado dos Santos prepara-se para voltar a escrever história no Campeonato Portugal de Ralis.
Desta vez, o Bicampeão de Ralis de GT (2008 e 2009) promete voltar a causar sensação, com um regresso esporádico à mais importante competição de ralis disputada em Portugal, novamente ao volante de um Porsche 911 GT3, mas agora numa prova disputada em piso de terra.

O “Rallye Serras de Fafe e Felgueiras”, na estrada entre 27 e 29 de fevereiro, foi a prova escolhida para esta inédita participação, onde um Porsche 911 GT3, tradicionalmente mais adaptado às pistas e circuitos, fará uma incursão em classificativas de terra, bastante mais exigentes para mecânica, mas decididamente também, mais espetaculares para o público.
É, aliás, essa espetacularidade, uma das grandes motivações para o regresso ocasional do piloto portuense, que confessa: “A participação no Rally Serras de Fafe e Felgueiras deve-se ao convite feito pelo Bicampeão espanhol de ralis, Sergio Vallejo, que me desafiou a regressar, como forma também de internacionalizar o seu projeto e equipa, mas também de mantermos a tradição de ambos corrermos de Porsche, que já vem do passado”. 

Quanto a objetivos, “Mex” Machado Santos admite que “passam pela diversão pessoal e, claro, o entretenimento do público, deixando o resultado desportivo para segundo plano”. Para o piloto apoiado pela Prio, Glassdrive e Supreme, que terá como navegador Luís Sá, “esta será uma oportunidade única para o público de ver um carro tão emblemático como o Porsche 911 GT3 a fazer um rali de terra em Portugal, onde as suas características de elevada potência, tração traseira e som inebriante, aliadas ao estilo de condução que queremos adotar, proporcionarão sensações fortes e inesquecíveis a quem o vir passar na estrada”.

Uma postura descontraída, mas também profissional, como nos habituou nos seus projetos, que, de resto, não poderia estar mais de acordo com o nome escolhido para a equipa – “Live the Moment” (em português, “Vive o Momento”) -, que terá o apoio técnico da estrutura de Sergio Vallejo Racing e da formação Extreme Raid.

Deixe uma resposta