Artigos recentes

Comentários recentes

Arquivo

Categorias

Meta

Lifestyle

Chega a coleção mais artística e intelectual Zara Men, dedicada a Chillida

803visualizações

A Zara surpreende-nos nesta nova temporada da primavera de 2020, lançando uma coleção inspirada na obra escultórica de Eduardo Chillida. Além das camisas estampadas com algumas de suas obras de arte reconhecíveis, o restante da coleção também está encharcado nas linhas mínimas, na silhueta redonda ou de tamanho grande e um ar de intelectualidade que combina muito bem com a moda.

A coleção destaca parkas e camisas que nos lembram o tempo nublado e sombrio do norte que viu Eduardo Chillida nascer.

Eduardo Chillida foi um dos mais famosos escultores e gravuristas modernistas espanhóis. Junto com Jorge Oteiza, Chillida é considerado o escultor com mais destaque no século XX.

Seguidor da tradição de Pablo Picasso, após abandonar os estudos, ingressa num curso de desenho e começa, enfim, a esculpir ferro. Em 1948 muda-se para Paris, onde se tornou amigo de Pablo Palazuelo, que o influenciou profundamente na sua carreira artística, concedendo-lhe o gosto pelo abstraccionismo.

No início costumava utilizar materiais como a madeira e o ferro. Porém, quando começa a explorar a arte abstracta, começa a interessar-se por materiais mais diversos como a pedra e a luz.

Seis anos mais tarde, realiza a sua primeira exposição individual, sendo esta a primeira mostra de escultura abstracta realizada em Espanha.

Na década de 1970, Chillida dedica-se a observar a Natureza em busca de informação sobre as formas e cores das plantas e de inspiração, e, a partir da década de 1980, passa a conciliar a sua arte com espaços naturais e, minoritariamente, urbanos.

Em 1987, torna-se académico da Real Academia de Belas-Artes de São Fernando e, dois anos antes da sua morte, concretiza um dos seus sonhos, inaugurando um museu dedicado a si próprio, o Museu Chillida-Leku.

Deixe uma resposta