Artigos recentes

Comentários recentes

Arquivo

Categorias

Meta

Ralis

José Pedro Fontes e Inês Ponte querem recuperar o título

1.5kvisualizações

Em 2020, o Citroën Vodafone Team volta a apostar no Campeonato de Portugal de Ralis (CPR) reconduzindo José Pedro Fontes e Inês Ponte, num ano em que se pretende alcançar os títulos de Pilotos e Navegadores conquistados em conjunto na época de 2016.

O Citroën Vodafone Team está pronto a iniciar o Campeonato de Portugal de Ralis (CPR) 2020l. No mais importante escalão das provas de estrada nacionais, aequipa nacional da Citroën e da Vodafone será, de novo, representada por José Pedro Fontes e Inês Ponte, dupla que está apostada em reconquistar os cetros que, em conjunto, festejou em 2016 e que viu fugir na época passada, temporada em que lutaram pela vitória em praticamente todas as provas, demonstrando grande parte do potencial do novo Citroën C3 R5 da equipa.

“Não vejo a hora de iniciar este CPR 2020, desejo que é partilhado pela Inês Ponte, a minha navegadora, e por todos os elementos que compõem o Citroën Vodafone Team,” refere José Pedro Fontes, em vésperas da primeira prova do ano, o Rallye Serras de Fafe e Felgueiras: “A vontade é enorme não só porque estamos sedentos de vitórias, mas porque queremos virar nova página nos ralis nacionais, dando ao C3 R5 o destaque que merece, aumentando as 4 vitórias que já alcancei com ele – duas no ano passado com a Inês e mais duas em 2018. Agora que o modelo foi dotado dos mais recentes upgrades disponibilizados pelo Departamento de Competição Cliente da Citroën Racing, estamos apostados em alcançar novos sucessos.”

Tem sido intenso este defeso que mediou entre o final do CPR 2019 e este que se apresta a iniciar, conforme explica o piloto do Porto: “Temos andado a testar os diferentes set-ups que a Citroën Racing tem vindo a desenvolver para o C3 R5, quer para a terra, quer para os troços em asfalto, alguns dos quais já estreados com enorme sucesso no recente Rali de Monte Carlo, onde o modelo conseguiu um top 5 na sua categoria, vencendo ainda entre os WRC2 e WRC3. O nosso principal objetivo consiste, por isso, em garantir o máximo de vitórias nos ralis de 2020 e, com isso, reconquistarmos os títulos de Pilotos e Navegadores que, em conjunto, conseguimos em 2016, sustentando a aposta dos nossos habituais patrocinadores – Vodafone, Citroën, Milaneza, ExpressGlass, Total e Pirelli – que este ano renovaram a sua já longa aposta”,acrescentou Fontes.

Acreditamos no nosso potencial e no do nosso C3 R5, com que estamos cada vez mais entrosados, e estamos também cientes da evolução do parque dos modelos R5 nos ralis nacionais, que integra um conjunto de pilotos, navegadores e equipas muito competitivos e bem preparados, naquela que antecipo venha a ser uma temporada bastante disputada.”

Compondo-se de 2 Etapas, que incluem 13 especiais (132,95 km cronometrados), o Rallye Serras de Fafe e Felgueiras corre-se de 28 a 29 de fevereiro, numa extensão total de 417,88 km.

Deixe uma resposta