Artigos recentes

Comentários recentes

Arquivo

Categorias

Meta

+ Motores

Nuno Araújo e ENI/EQS Racing Team querem lutar por títulos

2.2kvisualizações

Paixão e Ambição. Duas palavras fortes para o mote do ENI EQS Racing Team, equipa sediada em Penafiel, que hoje apresentou as suas novas cores para o Campeonato de Portugal de Ralicross 2020.

Apostando num Skoda Fabia MK III S1600 e no piloto penafidelense Nuno Araújo, vão integrar a mais competitiva Divisão do PTRX, seguros dos seus argumentos e com o foco na conquista “ de resultados ambiciosos e que, no percursos que queremos fazer, nos leve ao ambicionado título”, começa por assumir Hugo Branquinho, diretor desportivo da equipa que, logo de seguida, justificou a aposta no piloto Nuno Araújo, afirmando que “para além da amizade e do percurso comum que temos com ele nas áreas profissionais, acreditamos muito no seu talento como piloto, na sua garra, entrega e na capacidade que tem para evoluir e estar entre os melhores. Tenho a plena certeza de que será campeão, se não este ano, o que até poderá acontecer, numa das próximas épocas, coroando assim todo o esforço, empenho e meios que temos colocado neste projeto desportivo que é para nós e para os nossos principais patrocinadores, também uma forma de mostrarmos a nossa qualidade técnica, que nos coloca na vanguarda tecnológica”.

O responsável lembrou ainda que “este projeto tem vindo em crescendo e vamos ter este ano o desafio de finalmente, podermos evoluir o Skoda, sendo importante agradecer à nossa fantástica equipa de mecânicos e à Integra Solutions que, desde que tomou conta da preparação, tem feito um excelente trabalho”. Está assim traçada a saudável pressão do responsável sobre piloto e equipa.

Nuno Araújo é novamente a escolha do ENI EQS TEAM para competir aos comandos do Skoda Fabia MKIII S1600 no PTRX 2020.

Depois de um positivo 4º posto no Ralicross de Sever do Vouga, única prova realizada em 2020, antes do confinamento, tem agora em Lousada, já este fim-de-semana, a missão de estrear as novas cores e de, ao longo desta época, lutar por um lugar ao sol. Para o penafidelense, esta volta a ser “uma época de descoberta e evolução. O Skoda Fabia vem já de 2019, mas, aí, não pusemos nem competir como queríamos, nem evoluir o carro como pretendíamos. Mas, se já em Sever, senti o carro mito melhor, este defeso, mesmo com algumas limitações, permitiu um trabalho de fundo e, no teste que realizamos, fiquem muito satisfeito pelo atual nível de performance, embora ainda possamos fazer o carro chegar a um patamar mais forte”.

Como tal, Nuno Araújo sente “a responsabilidade de corresponder em pista à confiança da equipa e dos patrocinadores. Sei que ainda tenho uma carreira curta e experiência menor, quando a comparo com a carreira dos principais protagonistas da Divisão em que corro, mas tudo farei para, ao longo da época, pontuar forte, apontar ao pódio e, quem sabe, poder estar na luta pelos triunfos”, não escondendo que “tendo orgulho em ser penafidelense, quero, um dia, escrever o meu nome entre os campeões que esta terra já viu nascer!”.

Pano caído sobre a festa, tempo da equipa, sem mais demoras, virar o foco para a competição. Agora é tempo de talento de pilotos e capacidade das máquinas responderem ao semáforo verde e partir célere em busca da glória, entre os bravos do ralicross lusitano.

A prova de Lousada arranca já hoje com as verificações técnicas e administrativas, tendo a primeira sessão de treinos aprazada para as 14.30 horas, dia em que decorrem duas das mangas de qualificação. Para amanhã, domingo, ao longo do dia, estão marcadas as restantes mangas de qualificação, meias-finais e corridas decisivas, com o fecho da jornada a estar programada para o fim da tarde.

pub.

Deixe uma resposta