+ Motores

José Soares 7º em estreia promissora do seu novo Semog

1.3kvisualizações

A posição final bem dentro do Top 10 foi o prémio merecido para o jovem piloto, que revelou uma rápida adaptação à sua nova máquina, provando uma vez mais ter um grande futuro na modalidade.

Com um Semog “novo em folha” a arribar à Costilha, o jovem José Soares apresentava-se na segunda prova da época de Kartcross “motivado, mas, ao mesmo tempo, ciente de que tenho muito que aprender na minha pilotagem e, agora, de me adaptar ao novo Semog, para conseguir extrair dele todo o potencial”.

Encarou os treinos “com cautela e sem exageros, para me poder adaptar à pista e conhecer melhor o Semog, não me preocupando com os tempos que realizasse, servindo de teste e foi a melhor forma de estar neste arranque da prova, pois recolhemos informações muito importantes”.

Mas, nas corridas “a doer”, o piloto elevou a fasquia e foi sempre melhorando andamento e posições alcançadas, mesmo tendo sido condicionado “por um problema de aquecimento nos travões, durante as mangas de domingo. Poderíamos ter feito melhor, mas o apuramento direto para a final foi uma boa recompensa para todo o nosso trabalho”.

E na hora decisiva esteve ao mais alto nível. Partindo da 4ª fila da grelha, arrancou muito bem e, mesmo voltando a sentir problemas com os travões, logrou galgar até ao 7º lugar, mas aí, já nas últimas voltas, e “com o pedal do travão a bater no fundo!”, José Soares revelou muita maturidade e “perante a dificuldade crescente em dominar o Semog, decidi manter a posição e garantir preciosos pontos”.

Com este bom resultado, encara agora o que falta da época “com a segurança de que estou a evoluir e vou conseguir, com o tempo, estar entre os melhores. Vamos ver como corre em Castelo Branco”, onde acontecerá a 3ª jornada da época, nos dias 1 e 2 de agosto.

pub.

Deixe uma resposta