Artigos recentes

Comentários recentes

Arquivo

Categorias

Meta

Ralis

João Vinha ganhou ritmo na Aboboreira em jornada positiva para a Quatro Quartos Motorsport

2.2kvisualizações

João Vinha e Cristiano Queiroga assinaram uma exibição de bom nível no Rali Terras D’Aboboreira. Apenas um incidente que ditou uma penalização no fecho os impediu de colocar o Mitsubishi Lancer EVO VI no Top 4 da prova dedicada ao Campeonato Norte de Ralis.

A dupla de Penafiel apresentou-se à partida da segunda prova em pisos de terra da temporada do Campeonato Norte de Ralis motivada para tentar medir forças com os principais interessados na luta pelos lugares de topo e, mesmo sendo a primeira tirada de João Vinha e Cristiano Queiroga neste tipo de piso, aos comandos do Mitsubishi Lancer EVO VI, cedo se percebeu que a equipa da Quatro Quartos Motorsport não entrou na parte competitiva com qualquer laivo de receio e imprimiram um ritmo que os colocou na ribalta.

Assinaram o 4º tempo absoluto na 1ª PEC, posição que repetiriam na segunda passagem pelo mesmo traçado na serra do marão, na terceira especial. Já na PEC 2 foram quintos mas na quarta e ultima classificativa do programa lograram aumentar o ritmo e realizar o segundo tempo da geral, sendo de salientar que a longo de toda a prova, os tempos realizados consolidaram um 4º lugar na classificação geral, resultado que viria a ser prejudicado por uma penalização de estrada que os atirou para um 10º lugar final, nada consentâneo com a exibição assumida.

Em jeito de rescaldo, João Vinha salientava a importância que o rali teve “para continuarmos a ganhar ritmo competitivo, neste que foi apenas a segunda prova que disputamos em 2020 e a primeira em terra, sendo ainda de salientar que viemos para este rali com algumas alterações no nível competitivo do Mitsubishi e seria em competição que iríamos testar essas opções”.

O piloto penafidelense considera que “temos de estar muito satisfeitos. Não só o carro se mostrou muito bem preparado, estando a minha equipa de parabéns pelo excelente trabalho que fez antes da prova, como também conseguimos demonstrar toda a nossa competitividade, estando sempre entre os mais rápidos nestas especiais muito duras e desafiantes, o que nos deixa muito confiantes para o futuro. Sem a penalização que resultou de um incidente que não devemos relevar, seríamos quartos da geral, em luta direta com grandes pilotos, com carros muito competitivos e como muita mais experiência do que nós”.

Em jeito de alerta pessoal, João Vinha confessou divertido que terminou o rali “muito cansado, o que indica que claramente tenho de ir para o ginásio e ficar em muito melhor forma, tendo em vista o ano de 2021”, onde o piloto e líder da Quatro Quartos Motorsport quer “tentar montar uma época completa, possivelmente no Campeonato Norte de Ralis e com condições para poder lutar regularmente pelo pódio”.

Deixe uma resposta