Artigos recentes

Comentários recentes

Arquivo

Categorias

Meta

+ Motores

“Lobos” da MOTOFIL iniciam a nova época completamente ao ataque

836visualizações

João e Gonçalo Novo estiveram mais uma vez em destaque nas divisões SuperCar e Iniciação, sendo que o ‘benjamim’ da equipa coroou a sua participação com um meritório segundo posto e o piloto do Peugeot 206 Supercar foi traído pela mecânica após uma exbição que merecia ser ‘coroada’ com o pódio.

Os dois pilotos da Motofil evidenciaram neste começo de temporada no Campeonato de Portugal de Rallycross by Diatosta um andamento que lhe proporcionava almejarem as primeiras posições, tanto na categoria SuperCar como na Iniciação.

Aos comandos do Peugeot 206 SuperCar, uma máquina impressionante, mas mesmo assim tecnicamente inferior a outras ‘montadas’ na classe, João Novo mostrou-se irreverente e inconformado com esse facto, e com o seu talento de condução fez a diferença. Um facto que o ajudou a lutar com os mais rápidos e a vencer uma das mangas. Daí que o acesso à final tenha surgido com alguma naturalidade. “Sabia que só arriscando um pouco teria hipótese de começar a época com um bom resultado. Por isso a minha atitude foi sempre andar ao ataque. Foi o que fiz até à corrida final”, contou o piloto da Motofil.

Infelizmente a mecânica do carro francês não quis colaborar. Pois a transmissão cedeu e isso acabou com quaisquer possibilidades de João sair de Lousada com um bom resultado e uma mais do que possível subida ao pódio. O quarto posto foi o desfecho possível. No final o piloto admitia a sua tristeza: “Foi frustrante. Sei que tinha andamento suficiente para discutir os primeiros lugares, senão mesmo a vitória. Teremos agora de analisar e perceber o que aconteceu e porque sucedeu”.

Felizmente para o ‘benjamim’ da equipa a sorte foi bem diferente. Gonçalo Novo esteve em plano de evidência na Divisão Iniciação, andando sempre pelos lugares da frente, no pequeno, mas ‘endiabrado’ Toyota Starlet. Rematou a sua exibição com um segundo lugar que espelhou o talento e o empenho, que o deixam a apontar para objetivos ambiciosos. “Foi um bom começo de temporada. Tudo correu de feição, ou quase, porque queria vencer. Mas ficou a ideia que vou poder lutar pelas vitórias em todas as provas e certamente que o título é uma possibilidade real”.

O Campeonato de Portugal de Rallycross by Diatosta prossegue entre 14 e 16 de Maio em Montalegre.

Deixe uma resposta