Artigos recentes

Comentários recentes

Arquivo

Categorias

Meta

+ Motores

António Sousa disposto a acabar com a “série negra”

671visualizações

O piloto da SRT Motorsport está determinado a lutar pela vitória na Divisão S1600 na segunda prova do Campeonato de Portugal de Ralycross by Diatosta, que se disputa no próximo fim-de-semana em Montalegre, fazendo esquecer os problemas sentidos em Lousada.

Depois de uma prova de começo de época que foi totalmente para esquecer, António Sousa quer mesmo ‘passar uma esponja’ sobre esse fim de semana na pista onde correu ‘em casa’ e avançar para uma participação bem mais positiva, naquela que é a ‘catedral’ do ralycross transmontano, esperando que desta vez não se repita o problema no seu Peugeot 208 S1600 que ‘calou’ o motor do carro na pista da Costilha.

O piloto da SRT Motorsport sabe que tem ritmo e potencial para andar com os melhores naquela que é atualmente a Divisão ‘rainha’ e a mais dura e competitiva do PTRX, sendo que o acerto nos ‘set-up’ serão também essenciais para que consiga extrair o máximo do Peugeot.  Para que tal suceda espera que a malapata que o tem apoquentado seja finalmente ultrapassada em Montalegre.

“Em Lousada mostramos andamento e valor para lutar pela primazia no campeonato, mas tivemos aquele azar na semifinal. O que nos impossibilitou de ir à final e tentar discutir um outro resultado. Mas vamos para a próxima prova motivados e com vontade de lutar pela vitória como fizemos na época passada”, começa por referir António Sousa na projeção da sua deslocação a Trás-os-Montes. O piloto de Lousada confia no princípio de que não há ‘mal que sempre dure’, e sabe que em condições normais em Montalegre estará claramente na ‘luta’: “O que sucedeu na prova anterior foi puro azar. Estivemos sempre bem até a um pequeno problema que fez desligar o carro e impediu uma presença na final. Estamos fortes e confiantes de que em Montalegre irá correr melhor e que a concorrência terá forte oposição da nossa parte, tendo sido útil todo este tempo que mediou entre as duas provas, permitindo ao piloto testar e evoluir o Peugeot.

Deixe uma resposta