Artigos recentes

Comentários recentes

Arquivo

Categorias

Meta

Automóveis

Primeira carga de GNL de Moçambique parte da FLNG Coral Sul, ao largo da bacia do Rovuma

213visualizações

A Eni, como Operadora Delegada do projeto Coral Sul em nome dos seus Parceiros da Área 4 (ExxonMobil, CNPC, GALP, KOGAS e ENH), informou que o primeiro carregamento de gás natural liquefeito (GNL) produzido a partir do campo de gás de Coral, nas águas ultra-profundas da Bacia do Rovuma, acaba de partir da instalação de Gás Natural Liquefeito Flutuante (FLNG) da Coral Sul.

O CEO da Eni, Claudio Descalzi, comentou que “O primeiro carregamento de GNL do projeto Coral Sul, e de Moçambique, é um novo e significativo passo em frente na estratégia da Eni para aproveitar o gás como uma fonte que pode contribuir de forma significativa para a segurança energética da Europa, através da crescente diversificação dos fornecimentos, ao mesmo tempo que apoia uma transição justa e sustentável. Continuaremos a trabalhar com os nossos parceiros para garantir a valorização atempada dos vastos recursos de gás de Moçambique”.

O Coral Sul é um projeto marcante para a indústria e coloca Moçambique firmemente no palco global do GNL. O projeto, sancionado em 2017, entra em operação após apenas 5 anos, em linha com o orçamento e cronograma iniciais, apesar das interrupções causadas pela pandemia de Covid. Este resultado foi possível graças à abordagem faseada e paralelizada distintiva da Eni, a um planeamento de execução muito eficaz e ao forte empenho de todos os parceiros e ao apoio inabalável do Governo de Moçambique. A Coral Sul FLNG tem uma capacidade de liquefação de gás de 3,4 milhões de toneladas por ano e produzirá GNL a partir dos 450 mil milhões de metros cúbicos de gás do reservatório de Coral.

A Área 4 é operada pela Mozambique Rovuma Venture S.p.A. (MRV), uma joint-venture incorporada propriedade da Eni, ExxonMobil e CNPC, que detém uma participação de 70 por cento no contrato de concessão de exploração e produção da Área 4.  Além da MRV, os outros acionistas da Área 4 são a Galp, a KOGAS e a ENH, cada uma com uma participação de 10 por cento. A Eni é a Operadora Delegada para o projeto Coral Sul e todas as atividades a montante na Área 4.

Deixe uma resposta