Ralis

Rui Rijo: “Tavira é mais uma etapa na nossa aprendizagem”

681visualizações

Resolvidas que estão já as contas dos diversos campeonatos e que participou e assegurados os títulos na Divisão 1 dos Desafios Kumho Asfalto e Sul, Rui Rijo e Miguel Luz encaram esta edição inaugural do Rally de Tavira como mais um momento de aprendizagem e evolução, tendo como alvo uma melhor preparação de 2023.

Será, como sempre, aos comandos do Mitsubishi Lancer EVO VIII MR da PoolShop Algarve que Rui Rijo e Migue Luz disputam este fim-de-semana que se avizinha a edição inaugural do Rally de Tavira.

Sem qualquer pressão de resultados, a prova será “mais uma etapa na nossa aprendizagem. Temos apostado de forma muito séria na evolução da nossa competitividade, contando com a preciosa ajuda do Adruzilo Lopes, que tem estado connosco ao longo da época e tem sido fundamental para que eu desenvolva mais capacidades de condução, para ser muito mais competitivo nos ralis”.

Quanto à prova, Rui Rijo traça como alvo “lutar pelo pódio final na geral. A concorrência é forte, incluindo equipas espanholas, mas, vamos à luta e sabemos ser capazes de andar entre os mais rápidos. Estou um pouco apreensivo com as previsões de muita chuva. Nunca pilotei nessas condições, mas farei o meu melhor!”.

Outro handicap é o facto do “Mitsubishi estar a ser alvo de uma profunda intervenção, depois dos estragos que sofreu no Rali Casinos do Algarve. A Domingos Sport está a fazer um esforço enorme para ter o carro pronto e estou convicto que, como sempre, vão conseguir colocar tudo perfeito”.

A prova arranca com uma Super Especial no sábado à noite, com uma extensão de 2,03 quilómetros. abrirá a prova e será disputada nos arruamentos de Tavira. No domingo, cinco classificativas inclusas no programa. Tripla passagem por Fonte Salgada, com cerca de 13 quilómetros e passagem dupla por Asseca, com 8,61 quilómetros.

O Rally de Tavira tem assim 58,46 quilómetros cronometrados, integrados num percurso total de 130,38 quilómetros.

Deixe uma resposta