Artigos recentes

Comentários recentes

Arquivo

Categorias

Meta

+ Motores

André Sousa: ” a Taça foi a minha última corrida em Portugal!”

4.8kvisualizações

André Sousa levou o Audi A1 S600 ao pódio da Taça de Portugal de Ralicross, disputada no Eurocircuito da Costilha. O piloto anunciou que foi a sua ultima prova em terras lusitanas.

Foi muito positivo o fim-de-semana de fecho da temporada de André Sousa. O paredense da TSL demonstrou desde o arranque das hostilidades competitivas quee stava na luta pelos lugares cimeiros da Divisão S1600, começando por ser o mais rápido nos treinos cronometrados.

A sequência de três mangas de qualificação já não foi tão auspicia para as suas aspirações.

“Fui 5º na 1ª manga, mas depois, na 2ª, não consegui ser eficaz e quedei-me pelo 10º posto. O pior ainda estava para vir. Na 3ª manga, arranquei bem, estava na luta pelo triunfo quando, no final da 4ª volta, o carro começou a ter problemas elétricos. Perdi a luz obrigatória de presença, fiquei sem comunicações e ligaram as escovas, tudo ao mesmo tempo!… Na sequência disto, perdi a noção das voltas e não fiz a Joker Lap que é obrigatória para todos …  com isto tudo levo 30 segundos de penalização sobre a Joker Lap , mais 5 segundos porque a luz deixou de funcionar. Isto atirou-nos para um lugar da geral pouco condizente com o andamento que estávamos a demonstrar”

Chegado à semifinal, André Sousa voltou a “abrir o livro”, recuperando posições até alcançar o 3º posto na corrida e 5º na geral desta fase da competição, garantindo assim uma presença na 2ª fila da grelha de partida para a corrida decisiva.

A final teve duas partidas, ao ver a primeira ser abortada na sequência de um acidente na primeira curva. Em ambas, André Sousa arrancou sempre bem e, já na segunda, conseguiu assumir a 2ª posição, que já não largaria até ao fecho da corrida.

“Estou satisfeito com a minha exibição, com o meu resultado e também com o facto do meu grande amigo João Ribeiro ter conquistado a Taça de Portugal. Quero agradecer a toda a armada Azul que muitas bancadas encheu ao longo do campeonato, à minha equipa, à minha família e aos amigos e patrocinadores que sempre estiveram do nosso lado”.

O piloto da TSL confessou ainda “alguma tristeza por, uma vez mais, tudo parecer acontecer para que eu não esteja numa prova a cem por cento. Na quarta-feira anterior, recebo a informação de que a FPAK me instaurou um processo disciplinar. Isto numa véspera de uma corrida… Por tudo quanto tem acontecido, esta terá sido a minha ultima corrida em Portugal!”.

Deixe uma resposta