Artigos recentes

Comentários recentes

Arquivo

Categorias

Meta

Velocidade

CPV/SE: corrida de cortar o fôlego e título ainda por decidir

843visualizações

Com os títulos do Iberian Supercars Endurance e Campeonato de Portugal de Velocidade por decidir, e pesando nas estratégias da maioria das equipas, foi com uma pista fria e com um céu enublado que se deu a partida para a corrida matinal deste domingo e, logo aí, se percebeu que os dois homens da frente estavam decididos em vencer.

José Carlos Pires, no BMW M4 GT4 da Speedy Motorsport, arrancou da pole-position, mas logo na primeira curva da prova sofreu a pressão de Nuno Pires, em Mercedes AMG GT4 da Lema Racing, ao passo que Jorge Rodrigues, que liderava a GT4 Bronze no Audi R8 LMS GT4 da Veloso Motorsport, seguia de perto o duo, sem, no entanto, querer se envolver de forma directa na batalha dos dois homens da frente.

Os dois carros da frente envolveram-se numa luta intensa, com diversas tentativas do piloto do Mercedes-AMG em suplantar o líder, acabando-o por fazer a meio do primeiro ‘stint’. No entanto, Nuno Pires, que parecia mais rápido, não conseguiu afastar-se do seu perseguidor e, já perto das paragens nas boxes, quando tentava dobrar outro carro, foi obrigado a levantar o pé, o que permitiu a José Carlos Pires recuperar o comando. Foi com estas posições que se realizaram as trocas de pilotos, mas Elias Niskanen, quando regressou à pista, estava a três segundos de Francisco Abreu, o que obrigava ao piloto do Mercedes AMG GT4 recuperar e ultrapassar o seu adversário do BMW M4 GT4 para aumentar as possibilidades de alcançar o título para o duo da Lema Racing.

Verificou-se então a um festival de pilotagem dos dois primeiros, imprimindo um andamento avassalador por entre o muito tráfego em pista, mas com o finlandês a aproximar-se paulatinamente do português, alcançando a traseira do BMW na entrada para a penúltima volta. O primeiro ataque de Elias Niskanen verificou-se na travagem para a Curva 1, mas Francisco Abreu defendeu-se por dentro, mantendo o comando. No entanto, o piloto da Lema Racing estava determinado em vencer e, depois, de na entrada da última volta não ter conseguido lançar um ataque na primeira travagem, na Curva 2 aproveitou uma abertura para meter o seu carro, mas verificou-se um toque entres os dois. Depois de uma passagem de ambos os carros pela escapatória, o Mercedes-AMG emergiu à frente do BMW, mas entretanto, o jovem estreante Jan Duran já tinha passado para o primeiro lugar.

O espanhol, em Mercedes AMG GT4 da NM Racing que divide com Guillermo Aso, realizou uma excelente prestação, mantendo os dois primeiros no seu horizonte e, quando o duo da frente teve problemas, ascendeu ao comando, vencendo a primeira corrida do fim-de-semana. A dupla da Lema Racing, José Carlos Pires e Elias Niskanen, cruzaram a linha de meta no segundo posto, somando ainda o ponto da volta mais rápida, e o da Speedy Motorsport, no terceiro. No entanto, o duo luso-finlandês foi penalizado com cinco segundos devido ao incidente entre os dois candidatos ao título, ficando as posições deles na corrida invertidas.

Sérgio Azevedo e Orlando Batina, em BMW M4 GT4 (F82), na sua primeira temporada na categoria, protagonizaram também uma corrida de excelente nível e alcançaram o quarto posto a oito segundos dos vencedores. Com um ritmo muito forte desde o início, Jorge Rodrigues e Patrick Cunha, em Audi da Veloso Motorsport, assumiram uma prova de gestão, vencendo a GT4 Bronze e conquistaram o título do Campeonato de Portugal de Velocidade na sua divisão.

Bruno Pires, que se estreou aos comandos do novo Porsche 718 Cayman GT4 RS CS da Speedy Motorsport, conseguiu um bom segundo posto, mostrando uma crescente adaptação à máquina de Zuffenhausen. Luís Calheiros e Paulo Macedo, que sofreram um susto com uma saída de pista na volta de saída das boxes para a pré-grelha, que danificou a frente do seu Mercedes-AMG GT4, recuperaram bem desde o último lugar da geral até ao terceiro posto da divisão.

António Coimbra, em Hyundai Elantra N TCR da Sports & You, realizou uma excelente corrida desde a pole-position, muito embora tenha sofrido algum cansaço na ponta final devido ao facto de ter falta de ritmo devido a quase um ano de inactividade. Daniel Teixeira, que ontem teve uma qualificação difícil, realizou uma excelente recuperação até ao segundo posto da sua divisão, o que foi suficiente para selar o Campeonato de Portugal de Velocidade TCR, tornando-se Campeão.

José Correia e Beatriz Correia asseguraram o terceiro posto da divisão, continuando a senda que iniciaram em Jerez de la Frontera. Contudo, esta posição não foi fácil de segurar, pois Manuel Sousa estava decidido a terminar no pódio, até ser traído pelo seu Cupra TCR que se desligou por duas vez no final da corrida.

Borja Hormigos e Héctor Hernández, em BMW M240i Racing, venceram a divisão TC com uma corrida em que deram o máximo e tornaram-se os vencedores da divisão do Campeonato de Portugal de Velocidade. Nas seguintes posições do pódio da classe ficaram as duplas de pilotos do FPAK Junior Team, Duarte Pinto Coelho/Francisco Cruz e Duarte Camelo/Gabriel Caçoilo.

Na GTC, Miguel Nabais e André Nabais, McLaren 570S preparado pela Speedy Motorsport, realizaram uma excelente prova e conquistaram o seu primeiro triunfo no automobilismo, batendo Ruben Vaquinhas, no Aston Martin Vantage AMR GT4 da Racar Motorsport. Álvaro Ramos e Fernando Soares, em Aston Martin Vantage AMR GT4 da Araújo Competição, terminaram em terceiro da sua divisão, ficando Álvaro Ramos mais próximo do título do Campeonato de Portugal de Velocidade da GTC. Rui Miritta, em Porsche 911 Cup da Monteiro Competições, levou a melhor na Cup com uma corrida consistente, batendo Dave Benett e Marcus Fothergill, em Porsche 911 Cup da Tockwith Motorsport, que ficou no segundo posto e mantém as suas aspirações ao título da sua divisão, ficando Luís Rocha e Diogo Rocha no terceiro posto. A luta entre os quatro Porsche presentes foi sempre bastante animada, sendo que João Poster e Miguel Caetano chegaram a rodar nas posições do pódio da divisão. No seu regresso ao campeonato, Rui Miritta também ficou com o triunfo da categoria GTC.

Deixe uma resposta