Artigos recentes

Comentários recentes

Arquivo

Categorias

Meta

Velocidade

Historic Endurance encerra o ano com grelha lotada nos 250 km do Estoril

286visualizações

Depois de um ano recheado de grandes momentos, em alguns dos maiores palcos do automobilismo europeu, a época de 2023 do Iberian Historic Endurance chega ao seu final no dia 2 de Dezembro, com aquela que é a corrida mais simbólica da temporada: a 11ª edição dos 250 km do Estoril.

A prova que integra o Estoril Endurance Festival volta a apresentar uma numerosa e eclética grelha de partida, ao nível do melhor que se encontra em competições internacionais desta natureza, para uma corrida que tem como pano de fundo o Autódromo do Estoril e em que as estratégias das equipas se vão sobrepor à velocidade dos seus carros.

Como em todas as provas do Historic Endurance, o pelotão de quatro dezenas e meia de viaturas estará dividido em cinco categorias. Na Gentleman Driver Spirit (GDS), para além dos sempre favoritos Porsche 911 SWB da Garagem João Gomes, há que contar com o BMW 1800 TiSA de Alberto Velez-Grilo, que fará equipa desta vez com Luís Sousa Ribeiro, com o Alfa Romeo Giulia Ti Super pilotado pelo ex-campeão nacional de clássicos Rui Bevilacqua em conjunto com Nuno Veiga e António Magalhães, assim como o Datsun 1200 da Trisport Race e o MG B Roadster dos britânicos James Wheeler/Paul Rayment.

Com quinze viaturas inscritas, o pelotão da categoria H-1965 tem muitas histórias para contar. Não um, mas dois belos Jaguar E-Type preparados pela Classic Garage vão marcar presença nesta prova, um para a dupla Carlos Cruz/Filipe Nogueira e outro para o trio Luis Delso/Carlos de Miguel/José da Rocha. Dois é também o número de Porsche 904/6 à partida, pois para além do carro assistido pela Raul Cunha Vintage Cars Garage, para a dupla Thorkild Stamp/Michael Holden, alinhará também o exemplar preparado pela Classic Legends para Hipólito Pires e Tiago Raposo Magalhães. 

Entre as novidades, constam os Austin Healey de José da Rocha/Jeremy da Rocha e de Philippe Petit, o Marcos 1800 GT de Philippe Quiriere/Mathieu Personnaz e o Shelby Mustang GT350 do francês Charles Rzepkowicz.

Os principais intervenientes da classe H-1965 estão igualmente presentes, com os Lotus Elan de Carlos Barbot e P-A Forsvall garantidos na partida, assim com o Shelby Cobra Daytona de Olivier Muytjens/Brice Pineau ou o Porsche 365 de Guillermo Velasco/Francisco Freitas.

A categoria H-1971, volta a contar com vários dos pilotos regulares, com o Alfa Romeo GTAm de Rafael Cerveira Pinto/Carlos Dias Pedro a assumir o papel de favorito, num fim de semana que conta com a estreia do emblemático Porsche 914/6 de Carlos e Nuno Matos.  

Esperam-se lutas renhidas no pelotão do H-1976, onde os favoritos Porsche 911 RS preparados pela Aurora Motorsport têm mostrado um ascendente, com Bruno Santos, Claúdio Vieira ou Pedro Bastos Rezende. No entanto, a vitoria na categoria é sempre complicada com o impressionante número de 9 Porsche inscritos.

Já classe GTP será formada por quatro carros; o sempre impressionante Ford GT40, a ser dividido por Paulo Lima e José Paradela, o regular Lotus Seven que já venceu esta corrida em 2014, da dupla José Mira Gomes/Nuno Afoito, e ainda o Crossle 7S da família Rey, cuja perícia e habilidades nos habituámos a assistir nas corridas das ruas de Pau. Também poderemos assistir à estreia do Merlyn MK6A de Mário Melo que chegou recentemente a Portugal.

Em jogo também estará o triunfo no Index de Performance, a classificação que oferece em todas as provas um exclusivo relógio suíço da Cuervo y Sobrinos, cujo vencedor deverá sair do leque de automóveis de menor cilindrada.

A qualificação dos 250 km do Estoril decorre pela parte da manhã de sábado, com início pelas 10h35, enquanto a partida ‘estilo Le Mans’ está agendada para as 15h20. Para quem quiser assistir ao vivo aos 250 km do Estoril, e às outras provas do Estoril Endurance Festival, os bilhetes para o paddock poderão ser adquiridos em BOL.pt ou nas bilheteiras do Autódromo do Estoril nos dias 2 e 3 de Dezembro.

Deixe uma resposta