Artigos recentes

Comentários recentes

Arquivo

Categorias

Meta

Automóveis

Prepare-se para uma viagem mais segura com estas dicas

569visualizações

O frio chegou, a chuva está à espreita e aproximamo-nos de dois fins de semana prolongados devido aos feriados. Prevendo-se um aumento do trafégo rodoviário, sobretudo nas principais vias nacionais, a Bridgestone partilha vários conselhos para uma mobilidade segura, mesmo nas condições mais adversas como o gelo e a chuva, sem esquecer o vento.

A chuva está de regresso e, com isso, os riscos nas estradas aumentam para os condutores. Antes de seguir caminho para aproveitar o fim de semana prolongado: verifique se os pneus estão com a pressão correta, se as escovas do limpa para brisas estão em condições, se todas as luzes exteriores estão a funcionar corretamente e durante a viagem, além de cumprir os limites de velocidade, aumente a distância para os outros veículos, evite movimentos bruscos e os lençóis de água, bem como deve utilizar mudanças mais baixas, sobretudo nas subidas, pois as condições de piso molhado levam a uma menor aderência.

Como conduzir com gelo e neve

Com o gelo na estrada, o perigo aumenta ainda mais e, além dos conselhos anteriores, deve colocar um líquido anticongelante no radiador e contar com correntes para a neve caso vá para localidades em que se verificam este tipo de condições. Ao conduzirmos em estradas com gelo, as reações do veículo podem ser imprevisíveis e, por isso, há que manter a calma, mesmo quando sentir que o carro lhe está a fugir ao controlo, evite pisar o travão de forma brusca, use a direção suavemente e não retire as mãos do volante.

Também aqui os pneus têm um papel importantíssimo. Em temperaturas abaixo de 7º C, o composto dos pneus de verão, ficam mais rijos, o que leva o veículo a percorrer uma maior distância numa travagem e a aderência cai drasticamente, daí a utilização de correntes para circular na neve. Também é aconselhável prestar atenção à profundidade do piso do pneu, sobretudo quando se circula nas regiões com maior frequência de neve, pois não se deve usar pneus com um piso inferior a 4 mm, dado que na neve uma menor profundidade de piso aumenta também as distâncias de travagem.

Se for necessário colocar correntes, estas devem ser aplicadas se os pneus não estão certificados para utilização no inverno. Não espere até à última para colocar as correntes e aplique-as num local que garanta a sua segurança e a do seu veículo. Assim que não for necessário utilizá-las mais retire-as de imediato para não as danificar. Recorde-se que em Portugal é ilegal conduzir a mais de 50 km/h com as correntes de neve aplicadas e é exigido que as utilize quando encontrar o sinal de trânsito oficial D9, no entanto, na maioria dos casos, este sinal é acompanhado de um outro que permite pneus de neve.

Tendo em conta tudo isto recomendamos a utilização de pneus de Inverno ou, sobretudo, all season. Neste último caso, como o nome diz, são pneus preparados para todas as estações do ano, em que a borracha se mantém flexível mesmo a temperaturas mais baixas e o desenho do piso permite uma melhor aderência em pisos frios e molhados, bem como na neve. A utilização de correntes com este tipo de pneus, só mesmo em casos extremos.

Como conduzir com vento

Por vezes é esquecido, mas o vento é também ele um elemento com influência na nossa condução, seja em trajetos curtos ou mais longos. Para isso, é necessária uma condução mais defensiva para conseguimos lidar da melhor forma com as fortes rajadas que podemos sentir. Estes momentos acontecem quando se sai de um túnel ou de uma zona mais protegida, ao ultrapassar veículos de maiores dimensões, ou até mesmo nas passagens de pontes ou viadutos. Observe à sua volta os sinais da intensidade e da direção do vento, mantenha as duas mãos no volante de forma firme e sempre com moderação na velocidade de circulação.

Por fim, qualquer que seja a situação, em caso de acidente, mantenha-se calmo, peça ajuda à assistência em viagem ou, num caso mais grave, deve ligar para o número de emergência 112.

Deixe uma resposta