Artigos recentes

Comentários recentes

Arquivo

Categorias

Meta

Velocidade

Single Seater Series: o fecho de um ciclo

614visualizações

Após 4 anos, a Motor Sponsor fecha o ciclo enquanto promotor das Single Seater Series. Um percurso em que o organizador português desenhou uma estratégia que permitiu fazer renascer o troféu.

Sob a gestão da Motor Sponsor, a competição deixou de se chamar Fórmula Ford e voltou a designar-se Single Seater Series. Foram admitidos na grelha fórmulas com asas, o que ampliou as opções de participação para as equipas e permitiu trazer para as pistas carros que estavam parados.

Por outro lado, foi criada a Fórmula Mais, que permitiu às equipas evoluírem os seus fórmulas das classes PT e ZT, aumentando a potência e colocando-lhes asas. Outra das medidas tomadas foi a criação do time attack, que abriu a possibilidade de um maior número de pilotos poder estar em pista, testar diferentes monolugares por evento e de novos rostos terem um contacto com a modalidade. Em todas as provas as boxes passaram a ser incluídas gratuitamente na inscrição, sem custo extra para pilotos e equipas.

As provas passaram ainda a ter uma cobertura mediática alargada, com entrevistas exclusivas aos participantes e conteúdos nas redes sociais Facebook e Instagram com o acompanhamento de cada fim de semana de corridas, a par de “livestream” em alguns eventos.

Medidas que Ricardo Leitão, gestor operacional da Motor Sponsor e responsável pela relação com Pilotos e Equipas, frisa: “A prova algarvia foi a última da Motor Sponsor enquanto promotor do troféu. Um evento que encerra um capítulo no qual realizámos sempre um trabalho constante no sentido de procurar soluções e de melhorar a competição, tornando-a mais atrativa, estando para isso em contacto permanente com as equipas, a quem agradecemos toda a colaboração e disponibilidade.”

Um percurso sobre o qual André Marques, responsável máximo da Motor Sponsor, refere: “Queremos agradecer às equipas, que sempre nos ajudaram, e a todos os que estiveram connosco ao longo destes anos. Herdámos um troféu que tinha 3 fórmulas e despedimo-nos com uma grelha de 18, a melhor dos últimos anos, e por isso com o sentimento de dever cumprido. É um ciclo que se fecha, e no qual tentámos sempre fazer o nosso melhor em prol da competição. A todos, muito obrigado.”

Deixe uma resposta