Artigos recentes

Comentários recentes

Arquivo

Categorias

Meta

Ralis

Rali de Murça terá honras de fecho da TOYOTA GAZOO Racing Iberian Cup 2024

1.2kvisualizações

 Na sequência do êxito alcançado em 2023, época em que se bateu o recorde de inscritos, ao chegar aos 16 participantes, e com a discussão do título em aberto até à última prova, a TOYOTA GAZOO Racing Iberian Cup contará com novidades relevantes em 2024.

Uma grande parte das mesmas incidirá no calendário, que conta de novo com quatro provas em Portugal e outras tantas em Espanha. Os pisos de terra e de asfalto voltam a estar repartidos, a nível de protagonismo, em partes iguais, uma caraterística que converte este troféu monomarca organizado pela Toyota Caetano Portugal, Toyota Espanha, e MSI numa referência, tanto para os pilotos mais jovens que ambicionam progredir nas suas carreiras, como para aqueles que querem divertir-se nos ralis ao volante de um veículo de alto desempenho e de tração às quatro rodas como é o Toyota GR Yaris RZ Cup.

O ano desportivo começará no Rally Serras de Fafe, que se disputa a 23 e 24 de fevereiro e que se converteu numa das jornadas mais emblemáticas da temporada, já que conta sempre com uma importante presença de público, dada a espetacularidade das suas “especiais” de terra.
 
Para que os entusiastas espanhóis possam desfrutar da competitividade do Toyota GR Yaris da TGR Iberian Cup será necessário esperar pela primeira semana de abril. Como novidade e pela primeira vez, os pilotos disputarão o Rally Internacional Sierra Morena (6/7 abril), em asfalto. De seguida duas provas consecutivas em Portugal, com o Rally Terras D’Aboboreira (26/27 abril), que decorrerá em pisos de terra, e o Rally de Lisboa (6/8 junho) em asfalto.
 
E assim se chegará à primeira metade da época, com três jornadas consecutivas em Espanha. Tanto o Rally Rias Baixas (5/6 julho) como o Villa de Llanes (20/21 setembro), ambos em asfalto, serão duas provas inéditas no calendário da TOYOTA GAZOO Racing Iberian Cup, enquanto o Rally RACC Catalunha-Costa Dourada (19/20 outubro) voltará ao calendário, depois de ter estado ausente em 2023, ainda que desta vez em piso de terra.
 
Em 2024, o final de festa será vivido em Portugal, com a última novidade do calendário, já que pela primeira vez se disputará o Rally de Murça (17/18 novembro). Trata-se de uma prova que conta com um interesse particular: vai ter coeficiente 1,5. O que significa que tanto os pontos atribuídos no final do rali como os creditados aos vencedores das classificativas têm um valor especial, algo que pode deixar aberta a classificação geral do troféu até aos últimos quilómetros da competição.
 
Ao inovador calendário juntam-se prémios ainda melhores a atribuir no final da época. Nesse capítulo, a principal novidade é que o vencedor da TOYOTA GAZOO Racing Iberian Cup terá a possibilidade de disputar um rali em 2025 aos comandos do Toyota GR Yaris Rally2 com que a Toyota competirá oficialmente em 2024. Este prémio acresce aos 27.500 euros atribuídos em cada rali e aos 64.000 euros repartidos pelos três primeiros classificados da geral no final do ano. Além disso, o melhor piloto Junior (menos de 24 anos), o primeiro piloto Senior (mais de 54 anos), a melhor piloto feminina e o melhor navegador (este último prémio, outra novidade para 2024) receberão um cheque de 3.000 euros, prémio acumulável com as quantias anteriormente mencionadas.
 
Todos os pilotos que disputem as oito provas do calendário contarão com uma ajuda de 1.500 euros. Por outro lado, os que tenham participado nas duas temporadas anteriores da TOYOTA GAZOO Racing Iberian Cup não pagarão inscrição em 2024. Pela primeira vez, as provas em Espanha do troféu monomarca organizado pela Toyota Caetano Portugal, Toyota Espanha e MSI acompanham o Super-Campeonato de Espanha de Rallys, o que será um grande aliciante para todas as equipas participantes.

Deixe uma resposta