Artigos recentes

Comentários recentes

Arquivo

Categorias

Meta

+ Motores

Nani Roma e o Ford Ranger a postos para o Dakar 2024

1.2kvisualizações

O Dakar, considerado o rali-raid mais duro do planeta, destaca-se pela estreia na prova da M-Sport Ford, equipa que vai participar com dois Ford Ranger T1+. Aos comandos do Ranger com o nº 210 estarão os espanhóis Nani Roma e Álex Haro, dupla que alcançou um excelente resultado no último Rallye du Maroc. O segundo Ranger, com o nº 225 nas portas, será pilotado pelos sul-africanos Gareth Woolridge / Boyd Dreyer.

Ambos os carros são preparados pela M-Sport e pela Neil Woolridge Motorsport (NWM), tendo Matthew Wilson como Diretor de Equipa.

O Dakar 2024 promete ser o mais exigente Dakar de sempre a realizar-se nesta região. Para esta edição, a ASO, organizador do evento, preparou algumas novidades que tornarão a prova ainda mais difícil. Após as três primeiras etapas, cada uma com mais de 400 km cronometrados – a terceira será disputada em formato Maratona (com assistência limitada) – o rali completará a sua primeira semana de prova submetendo as equipas a uma sequência de três dias no chamado Empty Quarter, um mar de areia e dunas, incluindo um formato inédito: um contrarrelógio de 48 horas, com 532 km de especiais repartidas por dois dias, com uma paragem automática às 16h00 do primeiro dia, que obrigará as equipas a utilizar um dos oito bivouacs montados, sem assistência externa.

Após o dia de repouso em Riade (13 de janeiro), a emoção promete não abrandar, antecipando uma última semana de pistas duras e uma grande variedade de terrenos no norte do país, recheados de autênticas armadilhas de navegação, até que se atinja o final do evento, no dia 19.

A equipa M-Sport Ford enfrenta o mais duro e famoso rali do mundo ao cabo de um ano de intenso de trabalho, que integrou diversos dias de testes e a participação em duas competições: a Baja España, que Roma terminou no sexto lugar, e o Rallye du Maroc, onde o Bicampeão do Dakar foi terceiro.

Roma, que regressa ao Dakar após um ano de pausa, mostra-se cauteloso, mas otimista com a oportunidade de liderar uma equipa que está a ser construída para um programa a longo prazo. “O ano de rodagem que tivemos entre testes e competições foi muito importante para enfrentar o Dakar, bem como o futuro. Os meses de trabalho que tivemos nos últimos tempos ajudaram-nos a criar uma equipa sólida e eficiente, exclusivamente empenhada no projeto Ford nos ‘rally-raids’. Este envolvimento irá continuar com o novo Raptor, atualmente em construção, e que será lançado na próxima temporada.”

Deixe uma resposta