Artigos recentes

Comentários recentes

Arquivo

Categorias

Meta

Lifestyle

Soc. Com. C. Santos promove nova dádiva de sangue aberta à comunidade

434visualizações

A Sociedade Comercial C. Santos vai promover uma nova ação de dádiva solidária de sangue em parceria com o Instituto Português de Sangue e da Transplantação – Centro de Sangue e Transplantação do Porto (IPST – CSTP). A iniciativa está marcada para a tarde de 29 de maio (quarta-feira da próxima semana), nas instalações-sede da empresa e volta a ser aberta a toda a comunidade.

A recolha de sangue e componentes sanguíneos será realizada por uma equipa multidisciplinar do IPST-CSTP. As inscrições podem ser feitas na seguinte ligação: https://www.soccsantos.pt/dadivasangue/.

“Esta é já a quinta edição da ação ‘Dar Energia à Vida’ na Sociedade Comercial C. Santos e que tem mostrado um grande espírito solidários dos nossos colaboradores, mas também dos nossos clientes e da comunidade em que a nossa empresa se insere. Esperamos nesta edição voltar a ser bem-sucedidos e que mais pessoas contribuam para esta causa solidária”, afirma o diretor de recursos humanos da Sociedade Comercial C. Santos, Sérgio Pinto.

Nas anteriores edições da ação “Dar Energia à Vida”, o IPST – CSTP efetuou nas instalações da Sociedade Comercial C. Santos uma média superior 50 colheitas de sangue e componentes sanguíneos. De referir que a AEMAIA – Associação Empresarial da Maia volta a associar-se à empresa para divulgação da iniciativa junto dos seus associados.

Com esta ação nas suas instalações, a Sociedade Comercial C. Santos pretende, à sua escala, contribuir para que mais pessoas doem sangue e que se tornem dadores regulares. Esta iniciativa integra-se no Soc. Com.unity, o projeto de ações solidárias da Sociedade Comercial C. Santos.

Dádivas de sangue estão a baixar em Portugal

As dádivas de sangue e componentes sanguíneos em Portugal estão em queda e todas as ações são importantes para reverter essa tendência. O relatório de Atividade Transfusional e Sistema Português de Hemovigilância do IPST relativo a 2022 (ainda não há dados relativos a 2023) indica que houve menos dadores e dádivas face ao ano anterior. O IPST revela que, em 2022, um total de 203 287 pessoas deram sangue, menos 801 do que em 2021. Em termos de dádivas totais, foram registadas 306 796, menos 3931.

O relatório aponta algumas justificações para a descida. Os dadores estarem mais velhos, darem sangue menos vezes e haver mais suspensões temporárias associadas à realização de viagens são os principais fatores indicados.

Entre 2018 e 2022 houve um aumento dos dadores entre os 18 e os 24 anos (34 004 para 37 394), mas uma redução mais significativa na faixados 25 aos 44 anos (de 112 815 para 104 304), tendo a média de idades dos dadores subido no ano passado, aproximando-se dos 41 anos.

“A distribuição por grupos etários demonstra um envelhecimento da população de dadores, de acordo também com as alterações demográficas na população portuguesa, verificando-se um aumento proporcional nos grupos etários entre os 45 e os 65 anos e mais de 65 anos e uma diminuição mantida na frequência relativa dos dadores no grupo etário dos 25 aos 44 anos”, indica o relatório de Atividade Transfusional e Sistema Português de Hemovigilância do IPST.

Deixe uma resposta